Província de Cabo Delgado

A Adminitração Nacional de Estradas (ANE, IP) precisa de cerca de 160 a 200 milhões de Meticais para intervenções  de emergência em várias rodovias de Cabo Delgado com cortes quase sempre por estas alturas, devido à queda excessiva  das chuvas.

De acordo com o Delegado  da ANE de Cabdo Delgado, Robat Jane, a instituição está em prontidão máxima, tendo em conta que desde o ano passado a província vem enfrentando fenómenos naturais adversos, como o ciclone Kenneth e outras intempéries, como a que provocou a queda da ponte sobre o rio Montepuez, em 28 de Dezembro de 2019.

Robat Jane precisou que os cerca de 200 milhões  de Meticais são do orçamento constante no plano de emergência desenhado para responder prontamente a quaisquer eventualidades.

Neste momento, segundo fez saber, a ANE está com todas as atenções viradas para a estrada que liga a sede distrital de Montepuez ao distrito de Mueda, de cerca de 205 quilómetros, onde decorrem cinco obras envolvendo igual número de empreiteiros para a construção de duas pontes, asfaltagem de quatro quilómetros na rampa de Chude e manutenção de rotina.

“Falo da estrada número 698, que é alternativa a 380, a qual liga Silva Macua a Awasse, tendo em conta que  nesta última o tráfego esteve interrmpido devido à queda da pone sobre o rio Montepuez. Estamos empenhados na melhoria  das condições da estrada Montepuez/Mueda para manter a ligação para o norte da província”, indicou.

Cabo Delgado conta com cerca de 3700 quilómetros de estradas, cerca de 80 por cento dos quais terraplanados e os restantes 20 por cento asfaltados. (J. Noticias)