Província de Nampula

A Administração Nacional de Estradas (ANE,IP), em Nampula, precisa de mais de 140 milhões de Meticais para a reconstrução de estradas, na eventualidade de cortes ou instransitabilidade durante a presente época chuvosa.

Florentino Sousa, da ANE, IP ao avaliar o ponto de situação das chuvas, referiu que o valor vai servir para intervenções de emergência.

Aliás, apesar da exiguidade de fundos com que se debate a instituição, cerca de 97 por cento da rede viária da província está trnasitável. É possível circular  com segurança para todas as sedes disritais, postos adminstraivos e localidades.

Contudo, assinalou que na rede de estradas classificadas, de 4013 quilómetros, há troços que não são transitáveis por falta de intervenções há cerca de dez anos, estando em curso trabalhos para melhorar o cenário, pelo que já se circula da capital provincial à sede dos distritos e dos postos administrativos às comunidades, sem grandes constragimentos.

Os trabalhos de controlo do estado das vias de acesso e da honestidade dos empreiteiros estão sob a responsabilidade de uma empresa de fiscalização, tendo sido assinados os contratos para o efeito.

De Sousa aproveitou a ocasião para chamar atenção aos utentes das estradas para evitar circular enquanto estiver a chover, sobretudo nas estradas terraplanadas, sendo importante que a viagem seja interrompedia nestas situações e retomadas em condições de segurança.

“As estradas terraplenadas são as mais vulneráveis e o peso dos camiões acelera a sua degradação”, comluiu a fonte.