As acções estão viradas para melhor responder a eventual situação de calamidades prevendo os possíveis cenários críticos e visam assegurar a circulação de pessoas e bens, facilitando e conferindo maior segurança de mobilidade da população.

Tendo em vista a mitigação dos impactos nefastos que doutro modo poderiam ocorrer a ANE, IP apela aos utentes das estradas em causa para a programação das deslocações e transporte de passageiros e de carga nas vias indicadas, com prudência e estrita observância das situações críticas descritas no Plano de Contingência, recorrendo, onde isso for possível, às vias alternativas indicadas, acautelando assim possíveis embaraços e inconveniências que os fenómenos calamitosos possam causar