Para Filipe Nyusi, que falava no acto da inauguração daquele empreendimento, a 28 de Agosto, a asfaltagem da estrada nacional número-104 (EN 104), no troço cidade de Nampula-Nametil, distrito de Mogovolas, vai também promover o desenvolvimento do turismo, pois dá acessp a regiões com este potencial, ams pouco frequentadas como, por exemplo, Quinga, Praia Nove, em Angoche, que passam a constituir alternativa à Nacala.Porto, Mossuril e Ilha de Moçambique.

Por outro lado, o Chefe do Estado apelou à valorização e conservação da infra estrutura, assim aos automobilistas para observarem as regras de trânsito para evitar mortes na via.

“A estrada não veio para sacrificar nenhum moçambicano. Veio para facilitar a vida, até alongar a vida do moçambicano. Aquele que caminha ou é transportado nesta estradas, sem sofrimento, poupa tempo, então pedimos para observarem os sinais e tenho a informação de que até a noite o sistema funciona e tem que ser desta forma que vocês vão usar a estrada”, apelou Nyusi, dirigindo à população.

Com cerca de 70 quilõmetros, as obras de reabilitação e asfaltagem da estrada Nametil-Nampula, que contempla oito pontes e pontecas iniciaram em 2017 e custaram ao governo masi de 41 milhões de dólares americanos desembolsados dos cofres do Estado e do apoio da Coreia do Sul.